NOTÍCIAS
Interior em Destaque
27/06/2020

Bacia do Rio Putumayo-Içá terá US$ 14 milhões para projeto de gestão hídrica internacional

Compartilhar:
Foto: Divulgação

Secretaria de Estado do Meio Ambiente (Sema) irá coordenar programa no Amazonas. Brasil, Colômbia, Equador e Peru terão governança integrada da bacia

A gestão dos ecossistemas de água doce e recursos aquáticos do Amazonas ganhou um importante impulso, neste mês, com a aprovação do projeto de Gerenciamento Integrado de Bacias Hidrográficas do Rio Putumayo-Içá – único rio da bacia amazônica que drena territórios da Colômbia, Equador, Peru e Brasil.

 

Em reunião virtual, o Fundo Global para o Meio Ambiente (no inglês, Global Environment Facility – GEF) autorizou a execução do programa, orçado em US$ 14 milhões.

 

O Rio Putumayo-Içá, denominado Rio Içá em seu lado brasileiro, deságua próximo ao município de Santo Antônio do Içá (a 881 quilômetros de Manaus). No Brasil, o Governo Federal, por meio dos Ministérios da Economia, Meio Ambiente e Relações Exteriores, definiu o GEF como ponto focal das ações e indicou o Amazonas para a articulação do projeto.

 

Veja também 

 

Empresas de telefonia e energia voltam a ser denunciadas na Aleam

 

Polícia Federal prende em Tabatinga um traficante que estava trazendo cocaína colombiana para Manaus

 

No âmbito local, as atividades do programa vão ocorrer integralmente no Amazonas, coordenadas pela Secretaria de Estado do Meio Ambiente (Sema).

 

“O investimento que o Amazonas irá receber apoiará a conservação da grande biodiversidade existente na bacia, que tem grande parte de sua extensão situada em territórios indígenas e Unidades de Conservação. Essa integração com os demais países interessados também mostra o compromisso mundial em aprimorar a gestão hídrica e conservar a Amazônia”, disse o titular da Sema, Eduardo Taveira.

 

O objetivo do programa é integrar a governança das comunidades locais e das entidades públicas para uma visão compartilhada do Rio Putumayo-Içá, visando a mitigação da contaminação de mercúrio e o fortalecimento da gestão dos recursos hídricos e ecossistemas, por meio do manejo sustentável, em especial da pesca. No Amazonas, a previsão é que o projeto comece a ser implementado em 2021.

 

 

Gestão integrada - O projeto internacional está dividido em Grupos de Trabalho (GT), dos quais participam representantes de todos os países, além de outras instituições do Estado, como o Instituto de Proteção Ambiental do Amazonas (Ipaam), a Secretaria de Estado de Produção Rural (Sepror) e a Secretaria de Estado de Desenvolvimento Econômico, Ciência, Tecnologia e Inovação (Sedecti).

 

Cada GT corresponde a um eixo temático específico, sendo eles: governança, ciência, manejo sustentável integrado e mitigação da contaminação de mercúrio na bacia do Rio Putumayo-Içá. Os recursos serão distribuídos conforme proposta orçamentária a ser elaborada para a execução de cada eixo.

 

Com a aprovação pelo GEF para realização do projeto, os países iniciam, de forma integrada, a elaboração do documento oficial que contempla todas as etapas estratégicas, metas e indicadores do plano. O arquivo consolidado deve ser aprovado pelo Banco Mundial, em Washington, nos Estados Unidos, no fim deste ano.

 

Sobre o Projeto

 

O programa de Gerenciamento Integrado de Bacias Hidrográficas do rio Putumayo-Içá é uma iniciativa financiada pelo Fundo Global para o Meio Ambiente, tendo o Banco Mundial como agência implementadora do projeto.

 

Curtiu? Siga o PORTAL DO ZACARIAS no FacebookTwitter e no Instagram. 
Entre no nosso Grupo de WhatApp.

 

A organização WCS (do inglês - Wildlife Conservation Society) acompanhará como agência executora. O Projeto Amazon Sustainable Landscapes (ASL, ou Paisagens Sustentáveis da Amazônia) apoiou o processo de coordenação e preparação do programa.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Nome:

Mensagem:

LEIA MAIS

publicidade

publicidade

publicidade

publicidade

publicidade

Copyright © 2013 - 2020. Portal do Zacarias - Todos os direitos reservados.