21 de Julho de 2024 - Ano 10
NOTÍCIAS
Meio Ambiente
12/06/2024

Deputados querem proibir desapropriação de terras produtivas com crime ambiental

Foto: Reprodução

Comissão de Agricultura aprovou relatório de Marcel van Hattem (NOVO-RS) que proíbe desapropriação de terras produtivas, mesmo com desmatamento ou trabalho escravo

Para a Comissão de Agricultura da Câmara, propriedades rurais com registros de crimes ambientais ou de trabalho escravo não poderão ser desapropriadas caso sejam consideradas produtivas. É o que diz um relatório do deputado Marcel van Hattem (NOVO-RS) aprovado na comissão na semana passada (5).

 

Ele altera e combina num novo texto – o chamado substitutivo – elementos do PL 4357/23, do deputado Rodolfo Nogueira (PL-MS), e do PL 4468/23, do deputado Benes Leocádio (UNIÃO-RN), e afronta diretamente uma decisão proferida no ano passado pelo Supremo Tribunal Federal (STF).

 

Em 5 de setembro do ano passado, o Supremo decidiu de forma unânime que, para não ser desapropriada, uma terra deve cumprir sua função social, nos termos do artigo 186 da Constituição e da lei 8629/93 – ou seja, deve, ao mesmo tempo, promover a utilização adequada dos recursos naturais disponíveis, a preservação do meio ambiente e a observância da legislação trabalhista.

  

Veja também 

 

Grupo da Unesp investiga como cidadãos percebem a biodiversidade urbana

 

Casais de ariranhas e lêmures protagonizam ação de Dia dos Namorados

O texto era contestado pela Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA), que pedia que, para ser desapropriada, uma terra devesse ser necessariamente improdutiva, independentemente do descumprimento dos outros requisitos de função social.STF, e inclusive criticando-o diretamente, os dois projetos foram protocolados logo após o julgamento: o de Rodolfo Nogueira no mesmo dia 5 de setembro, e o de Benes Leocádio no dia 13 do mesmo mês.

 

O relatório de van Hattem, apresentado na Comissão de Agricultura no dia 1º de dezembro, foi votado apenas na última quarta, após pedido de vista conjunta dos deputados Alceu Moreira (MDB-RS), Carlos Veras (PT-PE) e Coronel Assis (UNIÃO-MT).

 

Em seu voto, van Hattem justifica, para fazer as alterações, que “a medida faz-se necessária diante da recente decisão proferida pelo Supremo Tribunal Federal (STF) na Ação Direta de Inconstitucionalidade (ADI) nº 3865” – citada acima – e que “cada vez mais a Corte que se diz Constitucional vem usurpando a competência do Congresso”. O deputado alega que o inciso II do artigo 185 da Constituição proíbe a desapropriação de terras produtivas.

 

Foto: Reprodução

 

Curtiu? Siga o PORTAL DO ZACARIAS no FacebookTwitter e no Instagram.

Entre no nosso Grupo de WhatAppCanal e Telegram

 

Porém, como diz o parágrafo único do mesmo artigo 185, “a lei […] fixará normas para o cumprimento dos requisitos relativos à sua função social”. Já o artigo 186 diz que a função social é cumprida quando a propriedade atende, simultaneamente e com critérios e graus de exigência fixados por lei, o “aproveitamento racional e adequado”, a “utilização adequada dos recursos naturais disponíveis e preservação do meio ambiente”, a “observância das disposições que regulam as relações de trabalho” e a “exploração que favoreça o bem-estar dos proprietários e dos trabalhadores”.

 

Fonte: Folha de Pernambuco

LEIA MAIS
DEIXE SEU COMENTÁRIO

Nome:

Mensagem:

publicidade

publicidade

publicidade

publicidade

publicidade

Acompanhe o Portal do Zacarias nas redes sociais

Copyright © 2013 - 2024. Portal do Zacarias - Todos os direitos reservados.