21 de Julho de 2024 - Ano 10
NOTÍCIAS
SÓ VÍDEOS
14/06/2024

Mãe grava cena de tortura com saco plástico na cabeça da filha: 'só assim para o demônio sair'. VEJA VÍDEO

Foto: Reprodução

O vídeo mostra a criança amarrada e tentando respirar, enquanto a mãe sufoca a menina. Segundo relatos, a menina tem autismo

Uma mãe gravou um vídeo enquanto torturava a própria filha de 11 anos de idade, dentro de casa, em um bairro central do Rio de Janeiro. Segundo relatos, a criança tem transtorno de espectro autista. A menina e o irmão, também menor, foram resgatados pelo Conselho Tutelar.

 

As imagens mostram a menina amarrada com os braços para trás e sentada no chão da casa onde mora com a mãe e o irmão. Na gravação, a mãe pega um saco plástico e cobre a cabeça da criança.

 

Com as duas mãos, a mulher aperta o saco plástico e sufoca a filha por mais de 30 segundos. Em alguns momentos, ela chega a tapar a boca da criança com uma das mãos por cima do saco plástico.

 

Veja também

 

Mulher flagra marido comemorando o Dia dos Namorados com amante em motel. VEJA VÍDEO

 

Motorista de app é baleado e grava próprio sequestro. VEJA VÍDEO

Durante a sessão de tortura, a mãe manda a menina calar a boca e repete algumas frases: "só assim para o demônio sair", "olha como ele se manifesta", "olha o demônio".


O caso não chegou a ser encaminhado à polícia.

 

A gravação da sessão de tortura não foi o primeiro ato de violência da mãe contra a própria filha. Segundo apurou o g1, a menina de 11 anos já vinha sofrendo com os ataques dentro de casa há anos.

 

Uma das unidades do Conselho Tutelar do Rio de Janeiro recebeu as denúncias sobre a violência que a criança vinha enfrentando. Assim que confirmaram a veracidade dos fatos e o risco que a criança sofria dentro de casa, uma equipe foi ao local para realizar o resgate.


A abordagem aconteceu no último sábado (8), quando a equipe do conselho foi ao local e precisou confrontar a mãe da jovem. A situação ficou ainda mais tensa, pois a mulher tentou se mutilar com objetos cortantes.

 

Os conselheiros envolvidos na abordagem providenciaram o atendimento médico para a mãe da menina e realizaram o resgate das duas crianças.

 

O caso não chegou a ser registrado em nenhuma delegacia.

 

Os dois menores foram encaminhados para um dos abrigos da Prefeitura do Rio, onde foram acolhidos e receberam os cuidados necessários, segundo envolvidos no resgate.

 

Curtiu? Siga o PORTAL DO ZACARIAS no FacebookTwitter e no Instagram.

Entre no nosso Grupo de WhatAppCanal e Telegram

 

A partir de agora caberá à Justiça, através da Vara da Infância e Juventude, definir se a mãe perderá ou não a guarda definitiva das crianças. Outros familiares também foram acionados para ajudar nesse processo de acolhimento. Até a decisão judicial, os menores ficarão sob os cuidados do município. 

 

Fonte: G1

 

VEJA VÍDEO:

 

LEIA MAIS
COMENTÁRIOS
DEIXE SEU COMENTÁRIO

Nome:

Mensagem:

publicidade

publicidade

publicidade

publicidade

publicidade

Acompanhe o Portal do Zacarias nas redes sociais

Copyright © 2013 - 2024. Portal do Zacarias - Todos os direitos reservados.