NOTÍCIAS
Internacional
31/05/2020

UE pede que EUA reconsiderem rompimento com OMS

Compartilhar:
Foto: Reprodução

Diplomatas e presidente da Comissão Europeia criticaram decisão de Trump em meio à pandemia de coronavírus. Presidente já tinha congelado verbas

A União Europeia fez um apelo, neste sábado (30), para que os Estados Unidos reconsiderem, a decisão de cortar laços com a Organização Mundial de Saúde (OMS) pela maneira como lidou com a pandemia de coronavírus.

 

"Diante da ameaça global, agora é o momento de uma melhor cooperação e soluções em comum. Ações que enfraquecem os resultados internacionais precisam ser evitadas", disseram a presidente da Comissão Europeia, Ursula von der Leyen, e o principal diplomata da UE, Josep Borrell, em um comunicado.

 

"Neste contexto, pedimos que os EUA reconsiderem a decisão que anunciaram", disseram, um dia depois do presidente norte-americano, Donald Trump, anunciar a medida, acusando a agência da ONU de se tornar uma marionete da China.

 

Veja também

 

Trump anuncia rompimento dos EUA com Organização Mundial da Saúde por pandemia

 

China não registra novos casos de covid-19 nos últimos dois dias

O ministro das Relações Exteriores da Alemanha, Heiko Maas, também condenou a medida e prometeu discussões intensas com Washington sobre o assunto.

 

A decisão é o "sinal errado no momento errado", disse Maas ao grupo de mídia alemão Funke. "Com o número de infecções ainda crescendo globalmente, "não podemos destruir a represa no meio de uma tempestade", disse.

 

A UE liderou pedidos por uma análise da resposta internacional à pandemia de coronavírus, incluindo a atuação da agência da ONU.

 

O diretor-geral da OMS, Tedros Adhanom Ghebreyesus, que defendeu a agência das fortes críticas de Trump, prometeu uma revisão da sua atuação quando a pandemia estiver aliviada.

 

Mês passado, Trump suspendeu o financiamento à organização com 194 membros e, em uma carta em 18 de maio, deu à OMS 30 dias para se comprometer a reformas.

 

Falando na Casa Branca na sexta-feira, Trump disse que oficiais chineses pressionaram a OMS a "enganar o mundo".

 

Curtiu? Siga o PORTAL DO ZACARIAS no FacebookTwitter e no Instagram.

Entre no nosso Grupo de WhatApp.

 

A decisão de sair do órgão sediado em Genebra chega em meio a tensões crescentes entre Washington e Pequim em relação à pandemia de coronavírus. O vírus surgiu na cidade de Wuhan, na China, no final do ano passado. 

 

R7

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Nome:

Mensagem:

LEIA MAIS

publicidade

publicidade

publicidade

publicidade

publicidade

Copyright © 2013 - 2020. Portal do Zacarias - Todos os direitos reservados.